quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Curriculo Artístico

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

* Director Artístico da Apuro (Porto) e da Maçã Vermelha (Felgueiras)

AUDIO-VISUAIS
Participação como actor
- Decrescente (média-metragem) de Saguenail/Produção: Helastre (2017)
- Trela Curta (longa-metragem) de Saguenail /Produção: Helastre (2016)
- Coração d'Ouro (telenovela) - 1 episódio / Produção: SP Televisão para a SIC (2016)
- Agora a Sério (série) - 1 episódio / Produção RTP (2015)
- Mulheres de Abril (série) - 2 episódios / Produção HOP! para a RTP (2014)
- Acentuado Arrefecimento Nocturno (curta-metragem) de Saguenail /Produção: Helastre (2013)
- 1+1 (série) - 6 episódios / Produção: Academia RTP (2013)
- Monstro (Curta-metragem) / Produção: DAI/IPP (2012)
- Olhos de Vidro (videoclip) dos Dealema / Produção: Riot Filmes (2010)
- Maison Close (série) - 1 episódio / Produção: Canal + France
- Um Lugar para Viver (série) - 1 episódio / Produção: Plano 6 para a RTP (2009)
- Kunta (curta-metragem)de Ângelo Torres / Produção: Blábláblá Filmes e Cinemate (2008)
- Hotel da Sorte (curta-metragem)de António Pires / Produção: Instituto Multimédia
- Ecoman (série infantil) - 26 episódios / Produção: Hop! para a RTP (2006)
- Triângulo Jota (série juvenil) - 12 episódios / Produção: Hop! para a RTP (2006)
- Ora Viva (sitcom educativo) - 7 episódios / Produção: RTP - Portugal (2000)
- A Lenda da Igreja de Cedofeita - Programa Portugal Português / Produção: TVI - Portugal (1998)
- Passages (curta-Metragem) / Realização: Laurence de Moustier / Produção: Elkin Productions - França (1996)
-Ké Chourlaki (clip musical para o grupo de música cigana Arbat) / Realização: Laurence de Moustier / Produção: Elkin Productions - França (1996)
- Clube Paraíso (sitcom) - 1 episódio / Produção: RTP - Portugal (1993)
- Publicidade Televisiva do Instituto de Emprego e Formação Profissional Produção: Douro - Centro de Produções Artísticas, Lda. - Portugal (1993)

TEATRO
Participação como Actor
- O Bem, o Mal e o Assim-assim de Gonçalo M. Tavares. Encenação de João Luiz/Co-produção: Pé de Vento e Teatro Nacional S. João. (2016)
- Il Tesoro de Manuel António Pina. Encenação de João Luiz / Produção: Assemblea Teatro Internazionale (Turim)/Pé de Vento (Porto) (2016/2017)
- A Coleira de Bóris de Sérgio Roveri. Encenação de Júlio Cardoso / Produção: Seiva Trupe (2015/16)
- U-Boat 1277 de Renzo Sicco. Encenação de Renzo Sicco / Produção: Assemblea Teatro Internazionale (Turim)/Pé de Vento (Porto) (2015)
- Pessoas de Ricardo Barceló. encenação de Bruno Schiappa / Produção: Seiva Trupe (2014)
- As Mãos de Eurídice de Pedro Bloch, encenação de Júlio Cardoso / Produção: Seiva Trupe (2014/15)
- O Tesouro de Manuel António Pina, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2014/2015)
- O Beijo de Ricardo Silveira, encenação de Rui Spranger / Produção: Apuro Teatro (2013)
- Millenium Tremens de David Desoras, concepção e encenação de David Desoras /Produção: DyProcess - Théâtre Le Colombier (2013)
- Dejá Vu de Paulinho Oliveira, leitura encenada dirigida por David Desoras / Produção: DyProcess - Théâtre Le Colombier (2013)
- Quem te porá como fruto nas árvores a partir de poemas de Ruy Belo, dramaturgia de Constança Carvalho Homem, encenação de João Cardoso / Produção: ASSEDIO - Teatro Nacional S. João (2012)
- Ensalada Vicentina a partir de "Auto da Visitação", "O Velho da Horta" e "Pranto de Maria Parda" de Gil Vicente, encenação João Luiz / Produção: Pé de Vento (2011)
- Normal de Ricardo Silveira, encenação e produção: Rui Spranger (2011)
- O Rapaz do Espelho de Álvaro Magalhães, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2010, 2011)
- En Chair de David Durand, encenação do autor / Produção: Cie Et des Clous - Théâtre Le Colombier (2010)
- Histórias para serem Contadas de Oswaldo Dragún, encanação de Jorge Castro Guedes / Produção: Centro Dramático de Viana (2009)
- Pares e Ímpares de Alonso dos Santos, encenação de Susana Sá / Produção: T.E.P. (2009)
- O Senhor Valéry de Gonçalo M. Tavares, encenação João Luiz / Produção: Pé de Vento (2009)
- Clara de Arthur Miller, encenação de Susana Sá / Produção: Teatro Experimental do Porto (2008)
- História do Sábio Fechado Na Sua Biblioteca de Manuel António Pina, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2008, 2009,2012,2013)
- Palavras Para Que Vos Quero, recitais de poesia para a infância e juventude / Produção: Pé de Vento (2007, 2008)
- Peter Pan, O Musical, encenação de John Gardyne /Produção: Famous Produções (2007)
- O Senhor Juarroz de Gonçalo M. Tavares, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2007, 2008)
- Todos os Rapazes São Gatos de Álvaro Magalhães, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2005, 2007)
- Camilo e Ana Augusta de Artur Costa, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento e Efémero (2006)
- O Brincador de Álvaro Magalhães, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2005, 2006)
- Preconceito Aberto de Fernando Moreira, a partir do Preconceito Vencido de Marivaux, encenação de Fernando Moreira / Produção: TIPAR (2005)
- A Asa e a Casa de Teresa Rita Lopes, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2003, 2004)
- O Físico Prodigioso de Jorge de Sena, dramaturgia de Mª.João Reynaud, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento e Teatro Nacional S.João (2004)
- A Ilha dos Escravos de Marivaux, encenação de Castro Guedes / Produção: Teatro do Noroeste (2002)
- Contos do Vale do Lima de Manuel Couto Viana, construção colectiva coordenada por José Martins / Produção: Teatro do Noroeste (2002)
- O Colaborador de Friedrich Dürrenmatt, encenação de Manuel Guede Oliva Produção: Teatro do Noroeste (2001)
- Mar Revolto de Roberto Vidal Bolaño, encenação de José Martins / Produção: Teatro do Noroeste - Centro Dramático Galego - Companhia de Teatro de Braga - Festeixo - FITEI (2001)
- A Noite de Manuel António Pina, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (2001)
- Édipos de Alexandra Moreira da Silva, encenação de Guilhermo Heras / Produção: Teatro do Noroeste (2000)
- Peso a Mais, Sem Peso, Sem Forma de Werner Schwabb, encenação de José Martins / Produção: Teatro Art’Imagem e Teatro do Noroeste (2000)
- Os Piratas de Manuel António Pina, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (1997, 1998, 2000)
- Verdades e Mentiras de José Martins a partir de Falar Verdade a Mentir de Almeida Garrett, encenação de José Martins / Produção: Teatro do Noroeste (1999, 2000)
- Enquanto a Cidade Dorme de Álvaro Magalhães, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (1999, 2000)
- O Julgamento da Jamaica de Paulo Oliveira, encenação de Paulo Oliveira / Produção: Artenão-Motivo Teatro (1999)
- O Dia da Inês Negra de José Jorge Letria, encenação de José Martins / Produção: Teatro do Noroeste (1999, 2000, 2001)
- Perdida nos Apalaches de Sanchis Sinisterra, encenação de José Martins / Produção: teatro do Noroeste (1999)
- Ecos, Elos, Horizontes e Memória a partir de uma obra musical de Clotilde Rosa, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento para EXPO’98 (1998)
- O Adamastor de Manuel António Pina, encenação de João Luiz / Produção: Pé de Vento (1998)
- Qual de Mim a partir de textos de Eugénio de Castro, dramaturgia de Mª. João Reynaud, encenação de João Luiz para o Festival Simbolista (Bruxelas) / Produção: Pé de Vento / Théâtre Poème (1997)
- Sem Corpo nem Voz de Paola Presciultini, encenação de Cláudio Cinelli / Produção: Festival Internacional de Marionetas do Porto (1996)

Como Encenador: 
- As Veladoras dramaturgia a partir de "O Marinheiro" de Fernando Pessoa / Produção: Maçã Vermelha (2017)
- Urro de Júlio do Carmo Gomes / Produção: Apuro Teatro e Dogma12 (2017)
- O Lobo Sou Eu de Eduardo Leal /Produção: Pé de Vento (2017)
- Cartas da Dispersão dramaturgia de Rui Spranger a partir das cartas de Mário de Sá-Carneiro a ernando Pessoa, co-encenada com Pedro Lamares. / Produção: Apuro Teatro e Casca de Nós (2016)
- Ele na Índia e eu morta? Ou ter velho na horta? Antes um burro à Porta de Jorge Castro Guedes a partir de Gil Vicente. /Produção: Maçã Vermelha (2016)
- Uma pequenina luz dramaturgia de Rui Spranger / Produção: Maçã Vermelha (2015)
- Lendas e Narrativas - memórias de um tempo qualquer, dramaturgia de Rui Spranger / Produção: Apuro Teatro para a Rota do Românico (2014)
- O Beijo de Ricardo Silveira /Produção: Apuro Teatro (2013)
- Normal de Ricardo Silveira / Produção: Rui Spranger (2011)
- Ratos e Borboletas na Barriga de Paulinho Oliveira / Produção: Pé de Vento (2009)
- O Livro da Selva de Rudyard Kipling (versão Disney) / Produção: Famous Produções (2008)
- Retratos Comuns de Rui Spranger / Produção: SOTAO (2006)
- Histórias para Burgueses de Alonso Ibarrola, dramaturgia de Rui Spranger / Produção: SOTAO (2005)
- Abel Salazar textos diversos, co-encenação de Sónia Correia / Produção: SOTAO (2005)
- Elegias em Mitilene - 2º Capítulo do livro As Canções de Bilitis de Pierre Louys / Produção: SOTAO (2004)
- Bucólicas em Panfília, 1º capítulo do livro As Canções de Bilitis de Pierre Louys / Produção: SOTAO (2003)
- Três Peças de Jean Tardieu - A Fechadura, o Senhor Eu, O Guichet de Jean Tardieu / Produção: Artenão-Motivo Teatro e Rivoli - Teatro Municipal (2000)
- O Espantalho de Jean Tardieu / Produção: Artenão-Motivo Teatro (1998)
- Histórias para Burgueses, adaptação de contos de Alonso Ibarrola / Produção: Inomidisla - Grupo de Teatro do ISLA (1995, 1996)
- O Auto da Índia de Gil Vicente / Produção: Teatro Submundo (1993)

OUTRAS ACTIVIDADES:
- Voz: Bushmill's - Spot televisivo (2016); Ikea - Spot rádio de campanha Verão Matosinhos e Braga (ZOV 2016), videos ZMAR, Documentário Himalaias, a viagem dos jesuítas ao Tibete ( Farol de Ideias 2012); spot publicidade rádio TMN Drive (ZOV 2012); spot publicidade rádio Quinta da Aveleda (Voz Off 2012); Spots para livros da Leya (Play 2013); "As desventuras de Austerix" programa de humor na rádio TSF (2013).
- Assistente de Encenação nos espectáculos Elegia adaptação de textos de Rainer Maria Rilke com encenação de Franco Brambilla / Produção: Ballet-Teatro (1995) e em Moby Dick adaptação de Roman Paska do conto de Melville, encenação de Roman Paska / Produção: Festival Internacional de Marionetas do Porto / Academia Contemporânea do Espectáculo / Festival Vert - Portugal/França (1994)
- Director de Actores no "Porto Story Tellers Produção: Portgall (2016), no "High School Muical 2" / Produção: Famous Produções (2009), no filme "Como Todas as Histórias Acabam" de Filipe Martins (2002), nas suas diversas encenações.
- Dizedor de Poesia em vários recitais e ainda semanalmente no Pinguim Café desde 2002
- Programador e criador do projecto CIRCUNVALAÇÃO À NOITE do Pé de Vento no Teatro da Vilarinha desde 2007
- Relações Públicas e Programador Cultural do Bar Pinguim Café entre 2002 e 2006
- Co-director Artístico do grupo Artenão-Motivo Teatro entre 1998 e 2000
- Produtor dos seguintes espectáculos:
Urro e O Beijo ambos para a Apuro Teatro em 2017 e 2015.
Normal, produção própria em 2011.
Histórias Mínimas para o grupo As Boas Ragarigas..., encenação de Rogério de Carvalho em 1994
O Espantalho para o grupo Artenão-Motivo Teatro em 1998 e 1999
Três Peças de Jean Tardieu para o grupo Artenão-Motivo Teatro em 2000
-Assistente de produção dos seguintes espectáculos:
- Mar Revolto / Teatro do Noroeste
- O Rouxinol / Teatro do Noroeste, encenação José Caldas em 2001
- Moby Dick in Porto para o Festival Internacional de Marionetas do Porto
- Responsável pela captação de públicos do Teatro do Noroeste entre Abril e Dezembro de 2001
- Formador de Actores e director artístico do SOTAO - Grupo de teatro do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar entre 2003 e 2006
- Formador de actores e director artístico do grupo de Teatro do Instituto Superior de Línguas e Administração do Porto (ISLA) entre 95/96
- Coordenador do Clube de Teatro da Escola EB 2,3 Augusto Gil no âmbito do projecto Da Prática à Vivência Teatral realizado no Pé de Vento em 1997 e 1998
- Docente dos níveis 4 e 5 de teatro do centro de formação do Ballet-Teatro no ano lectivo 1998/99
- Dirigiu várias Oficinas de Expressão Corporal entre 1998 e 2003
- Dirigiu um Atelier de Interpretação para adultos no Ballet-Teatro em 2000
- Dirige oficinas de voz na Voz-off
- Faz coaching na MBA consultores 

17 comentários:

Jorge Marques disse...

Olá Rui,
Encontrei este teu blog por acaso enquanto navegava na net...
Não posso deixar de te dar os meus parabéns pelo teu belo percurso artístico, assim como, por teres sido um excelente exemplo no musical "Peter Pan", quer no palco quer fora dele, para todos nós.
Um grande abraço deste teu amigo...diz que é uma espécie de Chefe Índio...até Lisboa........

Um Grande abraço!!!!

Rui Spranger disse...

Muito obrigado pelas tuas palavras. Foi um prazer participar no Peter Pan e ter conhecido tão boas pessoas. Vamos ver-nos para a semana para o Peter Pan na Terra das Sete Colinas.

Um grande abraço e, já agora, prometo não cantar.

Mary disse...

espero voltar a ouvir-te. por aqui. no porto. boa temporada na capital.
maria viana

Rui Spranger disse...

Olá Maria,

Desculpa ter demorado tanto a escrever-te mas andei sem net.
Obrigado pelo teu comentário. Quinta-feira estou no Pinguim a dizer poesia :)

Isabel disse...

Rui também encontrei este blog por acaso numa pausa do meu trabalho em que procurava noticias vossas (do "Peter Pan") na net.Eu sou a mãe do jovem Chefe-Indio de Gaia, logo já sabe que sou sua fâ incondicional pois tive oportunidade de lhe dizer várias vezes.O Rui foi um daqueles casos( a somar a outros) que nunca foi falado,divulgado,publicitado.Era dos melhores elementos do elenco, mas já aprendi que publicidade e qualidade não andam associadas.Aprendi também que o Rui não precisa de publicidade-basta vê-lo actuar e ficamos fascinados.Continue.desejo-lhe as maiores felicidades espero que nos voltemos a encontrar.

Rui Spranger disse...

Olá Isabel,
Lembro-me perfeitamente de si e do Duarte. Lembro-me também de todas as suas manifestações de apreço pelo meu trabalho e dos conselhos médicos dados ao longo do trabalho, nomeadamente ao kapinha :)
Estreio esta quinta-feira no Teatro de Vilarinha e gostava muito de vos ter na plateia. O meu email é: rui.spr@gmail.com
Diga-me se é possível contar convosco.

Marta disse...

Olá,

o meu nome é Marta e penso que em 1997 participei na peça "Despertar da Primavera", fazia parte do grupo de teatro de augusto gil. Recordo-me vagamente de si mas relembro todos os bons momentos passados no Teatro da Vilarinha. Gostava de saber como posso entrar em contacto com a minha querida professora de teatro.

Muito Obrigada!

Rui Spranger disse...

Olá Marta,

Eu realmente estava no Pé de Vento durante essa produção mas infelizmente não te posso ajudar porque não tenho nenhum contacto da Lucinda a há muito tempo que não sei nada dela.
Mas se souber de alguma coisa informarte-ei.

Frederico Spranger disse...

Grande Rui, :) encontrei o teu blog, porque o meu pai pediu-me para fazer uma pesquisa no google pelo nome Spranger, e pronto era para um grande abraço. voute adicionar ao mail do meu pai pa ver se falamos mais.

Grande abraço

Vasco disse...

Ola Rui

Espero te ver aqui em Lisboa e aguardo os convites para o musical que o teu irmao me prometeu
Grande abraço

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.